Meu Livro: “Seis Estações Ventosas”

“Como em cada estação de trem, cada paragem sopra de uma forma diferente. Em cada vagão, há um jeito de o peito se comprimir. Sejam com lembranças confortadoras de amores correspondidos; com a confusão causada por paixões platônicas que acabaram optando por não ficar; com a dor e o delírio provocado pelos efeitos devastadores de crises de pânico, ansiedade e depressão; e com a esperança de dias melhores e a saudade do que foi verdadeiramente significativo. Os poemas desse livro foram concebidos em diferentes momentos: muitos deles tiveram seus versos construídos na estrada, atravessando o caos urbano paulistano, as montanhas mineiras, a Serra Gaúcha e a borda do Rio Tejo, que escancara tantas belezas de Portugal. As estrofes não são só uma construção reflexiva sobre formas de sentir: elas contam histórias autorais e de terceiros. Algo que nunca passa despercebido por quem ousa sofrer e amar com intensidade”. 

of Architecture (3)
Crédito: Divulgação

Mostrar meus escritos é uma coisa que sempre foi muito difícil pra mim. Quando se trata de textos jornalísticos e até crônicas do dia-a-dia, está tudo bem. Agora poemas… Primeiro porque me sinto uma criança brincando de poesia quando escrevo de forma versada. Segundo porque me sinto extremamente exposta, nua: meus poemas são tão pessoais e falam de tantas alegrias e dores que é como se eu estivesse literalmente deixando minha vida como um livro aberto e vulnerável ali na frente. 

Eu, enquanto mulher que escreve, nunca tive a pretensão de ter reconhecimento ou de ganhar trocados – ainda mais numa terra que tão pouco valoriza as letras. Mas ainda assim: deixar tudo no escuro e guardado na gaveta me parece ainda mais doloroso do que expôr. 

Sendo assim, acabei optando por compilar alguns dos textos que ocuparam páginas e mais páginas do caderno em um livro curtinho. “Seis Estações Ventosas – Poemas sobre lugares e formas de sentir” teve muita interferência dos meus devaneios na estrada, entre uma cidade e outra, e até no avião a caminho de Portugal. Quem sabe alguém não se identifica com essa ferida aberta? 

O livro está disponível para compra na Amazon. Eu espero, sinceramente, que ele desperte algo em vocês. 

Link para compra do e-book (recomendado): https://amzn.to/2LS4tAJ
Link para compra do livro físico (destacado nos Estados Unidos e na Europa): https://amzn.to/2PyW0EV

Advertisements

3 Comments Add yours

  1. Tati says:

    Que legal, parabéns!

    1. Camila Honorato says:

      Obrigada, minha querida! ♥ Me leia!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s