Crítica de Cinema: o que extrair de “Cinquenta Tons de Liberdade”

Salve, minha gente. Foi nada mais, nada menos do que UM MÊS sem escrever por aqui. Os motivos foram nobres: tirei vinte dias de férias em Portugal. Não totalmente, já que, como jornalista freelancer, tive que cumprir com o protocolo de obrigações enquanto nômade digital – uma experiência super enriquecedora e que me fez rever…

Crítica de Cinema: A importância do filme da “Mulher-Maravilha”

No início da década de 1940, o mundo das histórias em quadrinhos consolidava sua importância em meio às vendas de conflitos de super-heróis másculos e imbatíveis. Eram homens em suas melhores formas, fortes e destemidos, combatendo vilões insanos e guerras terríveis. Em meio a esse contexto, reflexões começaram a surgir. Faltava uma figura que combatesse…

“13 Reasons Why”: o meu por quê

Hesitei muito antes de escrever esse texto. Não por quê acredite que seja um fardo compartilhar minha própria história com as pessoas ou porque acredite que essa parte da minha vida deva ser guardada a sete chaves. Vejam bem: não sou a favor de sempre se pregar que deixar à mostra assuntos de cunho pessoal…

Crítica de Cinema: Natalie Portman mostra sua força como atriz em “Jackie”

Começo esse texto com muitos suspiros em torno da capacidade cênica e da maturidade que Natalie Portman adquiriu com o passar dos anos. Seu potencial nunca foi desconhecido do grande público, mas adquiriu níveis estratosféricos em filmes como Closer – Perto Demais, V de Vingança e Cisne Negro, cujos papeis exigiram uma dramaticidade extrema da…

“La La Land”: Mia e Sebastian partiram o meu coração

Todo mundo ficou impressionado com a loucura que foi o resultado de melhor filme do ano no Oscar de 2017. A bagunça quanto aos nomes dos vencedores gerou um show de desconforto, memes e vergonha alheia. Mas mais do que isso: tanto o suposto favorito à estatueta, La La Land, como o surpreendente e desafiador…

Fugindo do shopping: conheça 5 bons cinemas de rua em São Paulo

Ir no cinema é um programa que sempre cai bem! Faça chuva ou faça sol, ver um filme naquele ambiente aconchegante, com cadeiras em volta, o telão à frente e o escurinho pode ser tanto um programa sofisticado quanto um quebra-galho nos dias que você quer sair com o (a) parceiro (a) e está sem muita…