Poema: Precisamos falar sobre estrangeirismo

Precisamos falar de estrangeirismo. Pois queriam tocar meus lábios com uma língua excessivamente afiada. Percorreram a superfície soprando cevada com palavras torpes empunhando espadas contra a minha garganta. “Brazilian butt just drive me crazy”. “Gut gemacht, liebe Frau!”. . Eu não gozei. Não conseguia gozar com toques tão superficiais. Me doía na alma a ignorância…

Memórias de Confinamento #2 – Despersonalização

Sinto meu corpo semi-consciente, como se eu estivesse aérea a ele. Me sinto pairando, não realmente presente fisicamente, aqui ou lá. E essa sensação de estar fora, pendurada em algum tipo de zumbi, no qual ocasionalmente me transformei, me dá uma sensação absurda de estar prestes a morrer. E se eu morresse agora?, pergunto. Teria…

Sobre morar na Europa em tempos de Coronavirus

Não existem países perfeitos, economias perfeitas, culturas perfeitas e sociedades perfeitas. Sempre tive isso muito claro em mente antes de embarcar para o que tantas pessoas chamam de Primeiro Mundo, já esperando certos tombos e aprendizados que viriam com uma certa carga de dor. Desembarcar em um país considerado como uma das maiores potências econômicas…

De volta à superfície – e às palavras

Escrever sempre foi uma forma de arte associada aos meus momentos, fossem eles bons ou ruins, e a uma necessidade. Uma extensão da minha personalidade que eu quase poderia chamar como uma forma de sobrevivência. Quando embarquei para a Alemanha, há cinco meses, tinha em mente que um programa de intercâmbio com horas cronometradas de…

Crônica: “Sobre confrontar os foras e aceitar um não”

Desde o término brusco do meu namoro, há dois anos, venho sofrendo com o medo da rejeição – e reajo muito mal quando ela bate à porta. Existe uma ferida ainda um pouco dolorida, que fica à espreita de uma cicatrização e acaba por me confundir. Um processo que preciso mergulhar fundo e superar por…

Au Pair: por quê decidi jogar tudo para o alto e embarcar para a Alemanha

Não é de hoje que venho refletindo muito em relação à minha posição profissional, algo que passou por uma busca exaustiva por melhores oportunidades de estudo e carreira. Reflexões, essas, que me trouxeram até aqui, em uma cidade minúscula do interior da Alemanha, respirando o ar puro da natureza, apreciando a luminosidade das ‘golden hours‘…

Crônica: A importância do autoperdão e da libertação da culpa

Às vezes cometemos atos que nos prejudicam diretamente. Coisas que dizem respeito a algum tipo de atitude que se desvincula do nosso tipo de personalidade, que nos fere de alguma forma, que nos torna vulneráveis a um sentimento brutal de culpa, vergonha e excesso de autopunição. Há um ano, quando terminei meu namoro, mergulhei em…

Letras USP: por quê eu decidi estudar alemão na universidade?

Die, der oder das? Was ist richtig?  Os artigos em alemão estão entre as coisas mais confusas em relação à compreensão da língua, mas está bem longe de ser um dos poucos tópicos discutidos em relação à complexidade do idioma como um todo. São muitas regras, algumas delas bem estranhas (como números com mais de…

(+18) Minha experiência com a massagem tântrica

O tantra é uma filosofia linda, pura e cheia de elementos que estimulam nossas forças. Por causa da minha vivência no Yôga, que passa pelo aprofundamento teórico de filosofias que acabam por cruzar com ela, acabei descobrindo o tantra e suas vertentes. Quando se fala em tantra, é comum que se associe o termo imediatamente…

Trilha em Paranapiacaba (SP): reconexão e fortalecimento em tempos de caos

Eu sempre me considerei uma pessoa urbana. Alguém que se sente confortável em dias cinzas que casam com arranha-céus, passeios pelas calçadas, barulhos altos e luzes que pulsam vinte e quatro horas por dia. Sempre acreditei que minha essência fosse, primordialmente, passar por avenidas, beber qualquer coisa em bares nas esquinas paulistas e olhar tudo…