Champignon: o choque súbito de se deparar com uma tragédia

Acho horrível ver pessoas brincando e fazendo piadas com a dor dos outros. Também acho péssimo quando se julga o outro sem conhecer seus tormentos, seus problemas, os sentimentos mais obscuros que cada um guarda. Suicídio é uma atitude extrema, por vezes pode parecer egoísta. É dar adeus por escolha própria, mas uma escolha carregada…

Feliz Dia Mundial do Rock!

  Um salve pra você que acordou só pensando em beber no fim do batente. Um salve pra você que preparou uma playlist pra metralhar nas redes sociais e enlouquecer os amigos. Um salve pra você que respira, ama e vive esse estilo musical e todas as suas vertentes. Um salve pra você que pede…

Cássia Eller: a representatividade feminina no rock e na MPB

Hoje é dia de falar do rock nacional. Há exatos 10 anos, o Brasil perdia uma de suas mais belas e potentes vozes. Não há como negar: a mulher tinha personalidade. Mostrar os peitos em cima de um palco não é pra qualquer uma. Aliás, isso é o de menos: ela tinha atitude e ousadia…

Homenagem: por quê Eddie Vedder é um ídolo pra vida inteira

Trabalho consome boa parte do meu tempo, e eu posto aqui com uma frequência muito menor do que gostaria. Ontem tentei prestar uma pequena homenagem pro vocalista da minha banda favorita, que completou 47 anos de vida em plena forma (20 anos de boa música que podem ser acompanhados no documentário “Pearl Jam Twenty”, de…

Crítica de Cinema: Rock in Rio 2011 – Sétimo e último dia

E eu finalmente consigo publicar minhas impressões sobre o último dia, concluindo aqui a análise sobre esses sete dias de música. Já pode comprar os ingressos pra 2013? PALCO SUNSET O palco Sunset foi marcado por boas apresentações, como Mutantes e Marcelo Camelo – apesar de nenhum deles me deixar verdadeiramente histérica. Fiquei bem animada…

Crítica Musical: Rock in Rio 2011 – Sexto Dia

Tá tudo bem atrasado, mas vamos lá. Mais um dia de pop rock do festival, e eu pagando minha língua outra vez. Deixo claro desde agora que eu não vi nada do palco Sunset (deu uma preguiça danada), mas uma banda do palco Mundo, em particular, me fez mudar completamente meus conceitos iniciais sobre ela….

Amy Winehouse (e a dor de perdê-la)

Uma voz potente surge no mercado da música contemporânea. Uma voz que remete aos tempos antigos, onde negras americanas encantavam o mundo com a força de suas vozes e brancas britânicas aderiam à moda com suas vozes igualmente bonitas. Uma voz marcada pelo desgaste, pela auto-destruição, que foi abaixando seu volume aos poucos no decorrer…