Crítica de Cinema: o que extrair de “Cinquenta Tons de Liberdade”

Salve, minha gente. Foi nada mais, nada menos do que UM MÊS sem escrever por aqui. Os motivos foram nobres: tirei vinte dias de férias em Portugal. Não totalmente, já que, como jornalista freelancer, tive que cumprir com o protocolo de obrigações enquanto nômade digital – uma experiência super enriquecedora e que me fez rever…