Poema: O Inimigo na Escuridão

O monstro adentra pelo quarto
Invade o espaço entre as paredes
Se acomoda na cama pequena
Açoita a criança inocente.

O monstro adentra pelo quarto
Ameaça a alma confusa
Diz para que ela não conte nada
Compra-lhe o silêncio.

O monstro adentra pelo quarto
Promete mundos e fundos
Causa a dor a uma pobre alma
Sem que ela consiga definir o que é.

O monstro se esconde debaixo da cama
Espera o batucar da madrugada
Corrompe a alma da inocência
Destrói a confiança que ela tem no mundo.

O monstro é o inimigo da escuridão
Uma alma agourenta disfarçada de amiga
Que carrega a dor, o sangue e o sofrimento de outrem.

O monstro é punido quando a justiça divina provém.

*Dedicado a todas as mulheres que já sofreram violência sexual. 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s