As 4 bibliotecas mais bonitas de São Paulo

Ler é um dos melhores remédios para a alma. E ter um lugar bacana para ler em paz é essencial para a nossa saúde mental.

Frequentemente, somos bombardeados com fotos e matérias que trazem as eleições das bibliotecas públicas mais bonitas do mundo, sendo que a maior parte delas leva em consideração conjuntos arquitetônicos de elementos clássicos e interior robusto. Algumas dessas bibliotecas figuram no Brasil, como o Real Gabinete Português de Leitura do Rio de Janeiro (que, por sinal, é linda até dizer chega). Mas e os espaços que prezam pela contemporaneidade e por uma boa iluminação, atreladas a iniciativas culturais e à coletividade?

São Paulo, como todos bem sabem, é uma cidade que transcende cultura em todos os seus aspectos, seja ela erudita ou popular. Em se tratando de espaços culturais e movimentos artísticos diversos para entreter a população, não restam dúvidas de que aqui sobram programas. E sair um pouco de casa para abdicar do ambiente essencialmente virtual e retomar o velho hábito de pegar livros emprestados em bons lugares, além de sentar em uma cadeira confortável para ler um exemplar, é algo que tem o poder de transformar o dia.

Tendo isso em mente: você, leitor, confere abaixo uma seleção de quatro belas e ótimas bibliotecas para pegar um livro emprestado, apreciar o ambiente interno bem organizado e ter uma visão bacana da cidade através de suas janelas.

Biblioteca Mario de Andrade

Crédito: Eli Kazuyuki Hayasaka/Flickr/CreativeCommons
Crédito: Eli Kazuyuki Hayasaka/Flickr/CreativeCommons

Considerada como uma das bibliotecas de pesquisa mais importantes do país, a Biblioteca Mário de Andrade (BMA) foi fundada em 1925 como Biblioteca Municipal de São Paulo. Seu acervo é um dos mais robustos do Brasil, com coleções de alto valor simbólico, sentimental e cultural para a literatura latina.

Decorada com raras obras de arte em seu ambiente interno, ela disponibiliza de exemplares para empréstimo e de uma coleção de livros raríssimos para consultas no local. O edifício que a abriga, projetado pelo arquiteto francês Jacques Pilon, tem traços modernos e uma imponência que se destaca no bairro da Consolação, onde a construção se localiza.

Endereço: Rua da Consolação, 94 – Consolação. 
Horários: De segunda a sexta-feira, das 8h às 22h; sábado e domingo, das 8h às 20h. 

Biblioteca de São Paulo

Crédito: Divulgação
Crédito: Divulgação

Localizada na zona norte da cidade, pertinho do metrô da Estação Carandiru, a Biblioteca de São Paulo dispõe tanto de exemplares físicos quanto de um acervo digital rico e atualizado. A disposição das obras, que inclui importantes exemplares de jornais e revistas da história da mídia impressa do país, a tornam um ponto frequente de jovens estudantes universitários, que se reúnem aos montes em seu ambiente para consultas complexas.

Inaugurado em 2010, o espaço tem mais de 30 mil itens e dispõe de recursos audiovisuais para atender a deficientes. Sua decoração moderna confere um charme extra ao local.

Endereço: Av. Cruzeiro do Sul, 2.630 – Santana.
Horários: De terça a domingo e feriados das 9h às 18h30; fecha às segundas. 

Biblioteca Alceu Amoroso Lima

Crédito: Divulgação
Crédito: Divulgação

No coração de um dos bairros mais boêmios de Sampa, a Biblioteca Alceu Amoroso Lima se destaca com sua programação artística diversificada e pelo ambiente amplo, aberto e extremamente acolhedor, projetado pelo arquiteto José Oswaldo Vilela em 1990.

Sua disposição permite a implementação de exposições temporárias, além de abrigar um laboratório de línguas. No seu acervo, destacam-se livros de poesia.

Endereço: Rua Henrique Schaumman, 777 – Pinheiros. 
Horários: De segunda a sexta, das 10h às 19h; sábado, das 9h às 16h; domingo, das 10h às 14h. 

Biblioteca Victor Civita

Crédito: Divulgação
Crédito: Divulgação

Abrigada no interior do Memorial da América Latina, esse belo espaço, que também atende pelo nome de Biblioteca Latino-Americana, tem uma arquitetura moderna e desafiadora, assinada por ninguém menos do que o grande Oscar Niemeyer.

Seu acervo fixo é composto por 40 mil exemplares de livros, com destaque para a área de humanidades, 2.313 títulos em VHS e 1.540 em DVDs, com destaque para obras de ficção e documentários de diretores da América Latina. Na parte musical, são 389 discos de vinil, 2.516 fitas cassete e 445 CDs.

Endereço: Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 – Barra Funda. 
Horários: De segunda a sexta, das 9h às 18h; sábados, das 9h às 15h; fecha aos domingos.

 

E aí, gostou da seleção? Tem outros espaços gostosos de leitura para sugerir? Conta pra mim nos comentários! ♥

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s