Resenha Literária: “Depois de Você”, de Jojo Moyes

Nem todo grande best-seller resulta em uma continuação. Aliás, ela nem sempre casa com o sucesso arrebatador de um livro. Ás vezes é melhor que o final seja plenamente imaginado por seus leitores, que podem desenhar o futuro de seus personagens como bem entenderem.

Essa foi a impressão que eu tive com ‘Depois de Você’, a continuação do aclamado ‘Como Eu Era Antes de Você’, sobre o qual escrevi aqui no blog e que, em breve, estreia nos cinemas. A resenha pode ser lida aqui.

AVISO: ESSE TEXTO CONTÉM SPOILERS SOBRE O PRIMEIRO LIVRO

Depois de perder Will Traynor, que acabou decidindo pela alternativa de um suicídio assistido, mesmo com todas as experiências e o amor proporcionados por sua cuidadora, Louisa Clark é o perfeito reflexo de como a dor de uma perda não é sempre preto no branco. De que não existe um período certo de luto, que não existe uma forma correta de lidar com a dor. Aliás, o que gosto nessas histórias desenvolvidas pela escritora inglesa Jojo Moyes é que tudo foge muito dos padrões da normalidade. O ser humano, afinal, apresenta-se como um ser repleto de fragilidades, como é na maior parte do tempo.

Me-Before-You-3
Em ‘Depois de Você’, Lou está sozinha, triste e perdida | Foto: Divulgação

Muitos meses se passaram até que ela se encontrasse em um apartamento, comprado com a herança deixada pelo amado, em Londres. Viajar o mundo, ter trabalhos temporários, acumular experiências na Europa. Nada disso teve sentido sem que a companhia daquele homem meio rabugento, mas inteligente e com um brilho enorme. Afinal de contas, como é que Paris pode fazer sentido quando se tem um vazio por dentro?

Lou está completamente perdida. Não veste mais as roupas vívidas que antes mostravam um traço de sua personalidade divertida. Seu lar é frio e pouco aconchegante. Ela tem um emprego pouco animador como garçonete de um bar irlandês no aeroporto da capital inglesa, com um chefe super invasivo e arrogante. O resultado de sua experiência com a família Traynor, que culminou na compreensão de que talvez o melhor para o jovem tetraplégico realmente fosse respeitar sua decisão de partir, a afastou de sua própria mãe. No meio disso tudo, ela frequenta um grupo de apoio para pessoas que sofrem as dores de um luto prolongado. Tudo parece meio morno. Até que ela sofre um acidente.

Parece que, a partir daqui, a autora segue um pouco da antiga fórmula da “personagem feminina frágil que é salva por um homem fodão”. O cara em questão é o paramédico dela. Não, o moço não é perfeito: tem seus próprios defeitos, seus demônios internos, seus problemas. Mas é realmente uma boa pessoa, que respeita a protagonista. O problema começa a aparecer quando a narrativa, a cada página, fica menos envolvente, mais arrastada e com uma série de conflitos que fogem completamente da construção do primeiro livro. Ou seja: tudo fica menos realista e mais surreal, a ponto da gente se perguntar como é que pode uma pessoa passar por tanta desgraça de uma vez só.

No desenvolvimento da história, um fato muito improvável acontece: Lou descobre que Will teve uma filha quando era adolescente, Lily, que tem dezesseis anos e é uma verdadeira garota-problema, com uma série de conflitos familiares. O relacionamento das duas torna-se o ponto forte da obra, pois há uma cumplicidade feminina interessante, intensa e cheia de amor. Muitas reflexões feministas são feitas por aqui. Uma delas é o problema do revenge porn, a culpabilização de uma vítima de assédio (fato pelo qual Lou tristemente passou) e a má fama por um comportamento que destoa do que é considerado o de uma boa moça. É nítido que Lily tem certos problemas psicológicos e um jeitão auto-destrutivo que clama por uma boa ajuda. Lou é, afinal de contas, a única pessoa que percebe isso, já que a própria mãe da garota está preocupada demais tentando manter as aparências de sua família bem-sucedida.

ME BEFORE YOU
Foto da atriz Emilia Clarke como Lou no primeiro filme | Foto: Divulgação

Outro ponto que destaco bem aqui é a relação conturbada e super cômica que os pais de Lou passam a ter na história, já que sua mãe simplesmente se enche de viver exclusivamente para a casa e para o marido, passa a frequentar palestras (influenciada por sua filha mais nova e irmã de Lou, a sempre incrível Treena) e a ler uma série de livros que lhe impulsionam a mudar de vida, ser mais alegre e engajada com a própria autonomia. Os diálogos entre os dois são bem divertidos, e mostram o quanto um homem pode ser besta com uma educação machista e a expectativa de toda uma vida de que a esposa tome conta de tudo, inclusive dele e dos afazeres domésticos. Cada uma, né. Ninguém merece.

Mais um ponto forte é a relação que Lily passa a ter com a avó de sangue. Camila, aliás, torna-se uma pessoa totalmente deprimida depois da morte do filho, reclusa em uma casa de campo, à base de medicamentos antidepressivos e tendo o paisagismo como seu único companheiro. Depois de um conflito à primeira vista, as duas passam a descobrir coisas em comum, como o amor pelas flores, e a desenvolver um amor inquebrável.

O problema daqui são as situações conflituosas em excesso. Muitas coisas improváveis acontecem, fugindo da abordagem dos sentimentos humanos e partindo pra uma série de situações até mesmo absurdas para que o livro tenha um pouco mais de ação. No final das contas, Lou acaba tomando uma decisão que eu não aprovei e com a qual realmente não me identifiquei. E é péssimo quando isso acontece com um personagem que você realmente gosta. Mas afinal, pelo menos ela acaba alçando um voo solo – literalmente!

Em suma: vale o passatempo, mas não é uma grande leitura.

VAI LÁ
Depois de Você, de Jojo Moyes. Editora Intrínseca
Número de Páginas: 320
Preço Médio: R$ 30
Melhor Compra: Submarino
Classificação: ♥♥ (Regular, mas dá pra ler e gostar de algumas coisas).

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s