Os melhores vinhos de Abril/2016

Mais um mês passou e eu tenho a sensação de que esse ano vai voar! Mais um mês cheio de vinhos bacanas, com novos aromas e dicas preciosas pra aproveitar o outono, com esse ventinho gelado, sol marotinho e uma boa taça de vinho na mão. Vamos lá:

Solera 1847 Jerez Cream, Gonzáles Byass, Espanha

Os vinhos de Jerez são únicos e maravilhosos. Com certeza vão receber um post especial em breve. Esse, em particular, é composto de 75% Palomino Fino e 25% Pedro Ximénez. Passa oito anos em grandes tonéis de carvalho. Sua cor é âmbar escuro, com aroma intenso de frutas secas, como passas, e toques de caramelo e madeira. Doce e potente, porém bem equilibrado. 18% de álcool. Classificação: ♥♥♥♥♥ (Excelente).

Kaiken Terroir Terrontés 2014, Kaiken, Argentina

Produzido na região de Luján de Cuyo, na privilegiada Mendoza, esse vinho é um ótimo exemplo de como vinhos brancos do Novo Mundo podem surpreender no paladar. Seu nome é inspirado no idioma dos índios-mapuche e quer dizer ‘ganso selvagem’. É um vinho fresco e elegante e combina bem com aperitivos, como iscas de peixe e tapas. 13,5% de álcool. Classificação: ♥♥♥ (Bom).

Kalfu Sumpai Syrah 2013, Viña Ventisquero, Chile

O vinho é uma homenagem a seres mitológicos Mapuches, que são criaturas meio humanas e meio animais e que, ao assumir a forma humana, tornam-se uma sereia protetora das águas. Esse vinho, particularmente, tem coloração intensa, brilhante e um aroma bem complexo e delicioso. Pode-se notar a presença de frutas negras e leves toques balsâmicos. Tem taninos macios e elegantes. 13,5% de álcool. Classificação: ♥♥♥ (Bom).

Mainqué Merlot 2009, Bodega Chacra, Patagônia Argentina

Um vinho que faz jus a uma das mais belas regiões da América do Sul. O grande destaque desse vinho são os aromas complexos. É possível notar fortemente as frutas vermelhas bem características do Merlot. No entanto, o vinho não deixa de ter um toque selvagem de campos, boques e florestas. Seus taninos estão bem presentes, mas o final é equilibrado e sutil. 13,5% de álcool. Classificação: ♥♥♥ (Bom).

Jean Leon Merlot 2010, Penedés, Espanha

Esse vinho caracteriza bem o tipo que eu gosto de consumir: aromas frutados evidentes, com leveza e equilíbrio no paladar. De cor rubi intensa, ele passa quatro meses em barricas de carvalho. Taninos finos e bem estruturados. Um detalhe: ele também tem um toque de Petit Verdot. Uma delícia, bem típico da Espanha! 14% de álcool. Classificação: ♥♥♥♥ (Muito Bom).

Caballo Loco Grand Cru Sagrada Família 2010, Viña Valdivieso, Chile

Os vinhos da Caballo Loco se destacam por serem bem encorpados e, em sua maioria, com cortes bem estruturados e de boa complexidade aromática. O Sagrada Família, de rótulo verde, especificamente, tem aromas de frutas negras e um leve toque adocicado. É um vinho bem encorpado e intenso, composto por Cabernet Sauvignon, Carmenère e Malbec. 14,5% de álcool. Classificação: ♥♥♥♥ (Muito Bom).

IMG_20160408_182604528
Crédito: Camila Honorato

Clos de Torribas Crianza 2011, Tempranillo, Pinord, Penedés, Espanha

De novo voltamos para a Espanha, que ganhou bastante força nessa lista. Eu, particularmente, adoro Tempranillo. É um tipo de cepa bem equilibrada, com sabor elegante e aromas frutados bem acentuados. 13% de álcool. Classificação: ♥♥♥♥ (Muito Bom).

IMG_20160427_193922420
Crédito: Camila Honorato

Branciforti Dei Bordonaro, Nero D’Ávila 2014, Firriato, Itália

O vinho é feito com uvas Nero D’Ávila, típicas da região da Sicília, na Itália. Seus aromas tostados denunciam sua passagem de 14 meses em barricas de carvalho, com toques de café e frutas negras bem acentuados. É um vinho fácil de beber, com um sabor bem equilibrado. 13,5% de álcool. Classificação: ♥♥♥ (Bom).

Harmonium, Nero D’Ávola 2010, Firriato, Itália

O que mais chama a atenção nesse vinho é o seu aroma, com toque de especiarias e doçura presente. Um aroma interessante que notei é o de rapadura! Seu sabor final é bem único. Passa 12 meses em barricas de carvalho francês e americano. 14,5% de álcool. Classificação: ♥♥♥♥ (Muito Bom).

 

Também tive a oportunidade de provar vinhos incríveis em um evento de degustação que ocorreu na Casa da Fazenda na semana passada. Vocês podem ler mais aqui.

Espero que gostem. Que o outono seja maravilhoso pra gente!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s