Partida – poema sobre a triste arte de deixar ir

Eu te deixaria partir se tu quisestes
Pois seu encanto se calaria
Por gestos exacerbados e palavras infantis
Sentimentos ocultados pela decepção

Eu te deixaria partir se tu quisestes
Pois querer por pena é egoísmo
Tristeza plena e maltratada
Silenciando a poética que te inspiras

fallen-leaves-roads-trees-1736781-2560x1600
Crédito: Autor Desconhecido

Eu te deixaria partir se tu quisestes
Pois sofrer com olhares é melancolia
De palavras não ditas e vestidas
Afastada de todo o sentimento que dominas

E eu te deixaria partir se tu quisestes
Pois se não me quereis por pena, retornarás
Passos lentos pensados no escuro
Toques repletos de promessas cruas

Pois retornando, abririas teus braços
Me envolveria com teus abraços sinceros
E ficaríamos calados desfrutando dos encantos
Dos olhares e dos gestos de volúpia
Aguardando a chegada da alvorada
Que acolhe no leito o beijo dos amantes.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s