Crítica de Cinema: “Katy Perry: Part Of Me” mostra lado humano da popstar

Sexta-feira. 14h. Eu supostamente deveria estar trabalhando, escrevendo mil coisas no computador enquanto morro de ansiedade pelas outras mil tarefas que vêm a seguir. De repente me lembro que estou de férias e posso me permitir sair de casa pra ir no cinema em dia de semana, numa tarde ensolarada. É, ás vezes a gente esquece como é bom tirar uns 30 dias de folga, sem ter nenhuma obrigação e sem fazer absolutamente nada de muito importante. E quanto tempo eu fiquei sem saber o que era poder estar cercada por amigas no meio de um shopping! Ás vezes eu penso que queria voltar ao tempo só pra me permitir esses momentos leves. É tão bom essa fase da adolescência.

Não sou muito mais velha. Tenho apenas 19 anos nas costas, mas uma bagagem que inclui trabalho e faculdade. E só isso já é o suficiente pra pirar muitas vezes. No meio dos meus dias de folga, me permiti sair de casa para passear com a irmã e mais um batalhão de amigas na faixa dos 15 anos pra assistir em 3D ao filme que ocupa o título desse post. Devo reconhecer que não sou a maior fã dessa artista pop, embora goste de muitas de suas músicas e admire sua postura nos palcos. Mas poder ver de perto sua trajetória e a rotina que a acompanha me permitiu ver um lado que eu nem sabia que existia.

Claro que quando um artista explode na mídia, logo vem um monte de ocupações que eu penso ser um saco de aturar (embora sonhe em poder atuar profissionalmente algum dia). Mil entrevistas, sessões de fotos, eventos… Piro só na ideia de pensar num monte de flashes em cima da minha cara. Mas gente, não que é que a gostosona do cabelo colorido tirou essa função de letra? Nos intervalos daquele monte de shows, ainda tinha tempo e paciência pra atender diversos fãs histéricos – e tratá-los como se fossem seus amigos íntimos, coisa difícil de se ver hoje em dia. Gostei de ver que, por trás de uma cantora que ganha milhões em cima de um palco colorido e enfeitado com doces de mentira, existe uma pessoa normal que deseja ter mais algumas horas pra dormir e sofreu pra conciliar a carreira com um casamento. Essa parte, a gente sabe, não terminou como nos contos de fada. Mas a levou a se emocionar em palcos brasileiros com o apoio dos fãs.

Crédito: Divulgação

O que se vê nesse documentário biográfico é que, por mais glamourosa que pareça ser, essa vida de artista mundialmente conhecido não é fácil de levar. Mas uma coisa é certa: dá uma vontade louca de se vestir de pin up e cantar I Kissed A Girl no meio de algum palco perdido por aí. Por mais que venha essas dificuldades, Katy Perry mostrou que é possível se divertir ocupando aquele cargo feito pra você, onde seu talento pode ser mostrado como deve. E, por mais que eu não concorde muitas vezes com aqueles figurinos estranhos, devo bater palmas pra ela, que desafia o que seria perfeito esteticamente com o único intuito de se divertir. E acho que todo mundo merece isso, ás vezes: se fantasiar de outra pessoa, usar um cabelo colorido, um sapato grotesco só pra rir de si mesmo e arrancar a mesma reação de quem está ao seu lado.

Figuras como Katy Perry são importantes não somente pelos lucros obtidos pela indústria fonográfica ou pelo entretenimento de quem ouve suas músicas. Elas são importantes para proporcionar sonhos, como o brilho nos olhos de uma adolescente que deseja girar dentro de um cupcake enorme. Ou pela vontade que uma jovem tem de poder voltar no tempo só pra ter a desculpa de poder ser mais histérica de vez em quando. Porque no fundo, é pra isso que a gente serve…

É, baby. You’re a firework!

VAI LÁ
Katy Perry – Part Of Me
Direção: Dan Cutforth e Jane Lipsitz
Avaliação Final: ♥♥♥ (Bom)

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s